Outros

AMAR'te no Feminino

de 08/03/2017 00:00 a 31/03/2017 00:00

A exposição “AMAR´te no Feminino” que se encontra no Museu Manuel Soares de Albergaria, a partir de 8 de março, dia em que se assinala o dia Internacional da mulher, é constituída por uma série de trabalhos, orientados pelas docente Josefa Reis, Isabel Várzeas, Fátima Oliveira e Sandra Ferro do grupo 600 do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, com apresentação de trabalhos dos alunos do 3º ciclo, 12ºB artes, CEF de fotografia e conta, ainda, com a participação de Gustavo Gomes do 10ºA.

Os trabalhos realizados apresentam-se em várias técnicas artistas que vão desde a ilustração, fotografia, colagem, decoupage entre outras.

“O dia 8 de Março é, desde 1975, comemorado pelas Nações Unidas como Dia Internacional da Mulher .Neste dia, do ano de 1857, as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve ocupando a fábrica, para reivindicarem a redução de um horário de mais de 16  horas por dia para 10 horas. Estas operárias, que recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas na fábrica onde, entretanto, se declarara um incêndio, e cerca de 130 mulheres morreram queimadas. Em 1903, profissionais liberais norte-americanas criaram a Women's Trade Union League. Esta associação tinha como principal objetivo ajudar todas as trabalhadoras a exigirem melhores condições de trabalho.

Em 1908, mais de 14 mil mulheres marcharam nas ruas de Nova Iorque: reivindicaram o mesmo que as operárias no ano de 1857, bem como o direito de voto. Caminhavam com o slogan "Pão e Rosas", em que o pão simbolizava a estabilidade económica e as rosas uma melhor qualidade de vida. Durante a segunda Conferência Internacional de Mulheres Socialistas, realizada na Dinamarca, a famosa ativista dos direitos femininos, Clara Zetkin, propôs que o 8 de março fosse declarado como o Dia Internacional da Mulher.” 

A exposição “ AMAR´te no Feminino” dinamizada em parceria com o Museu Manuel Soares de Albergaria, visa assinalar este dia e dada a temática do projeto UNESCO, “Refugiados e Heróis, do Passado e do Presente”, desenvolvido este ano letivo no Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal,  torna-se imperativa esta partilha, que serve como um alertar de consciências, reforçando os direitos e a luta pelos Direitos Humanos.

A Arte é um dos Direitos fundamentais da existência, e será o berço que acolhe esta iniciativa.

Assim, o título desta exposição, “AMAR´te no Feminino pretende lembrar e homenagear a MULHER, em várias vertentes sociais, sendo que os intervenientes executaram um trabalho artístico alicerçado na reinterpretação da figura feminina, contemporânea ou não, interpretando de forma livre e orientando a escolha nos campos da Moda, Arte, Desporto, Direitos Humanos, Social, Cinema, Política entre outros, que depois fizeram acompanhar por uma breve biografia da personagem escolhida.

Esta exposição irá estar patente no Museu Manuel Soares de Albergaria até meados de Abril.

                                                                                                             Texto e Cartaz– Josefa Reis