Museu Municipal

Museu Municipal Manuel Soares de Albergaria

Eclodindo no atual contexto renovador e estruturante da museologia portuguesa contemporânea, o Museu Municipal é uma jovem instituição museológica de exclusiva tutela autárquica que, desde o dia 17 de Julho de 2006, iniciou os seus primeiros passos rumo aos objetivos e missão para que fora vocacionada, a de preservar e promover o legado histórico-cultural do concelho.

Como primeira divulgação e apresentação pública do Museu, o seu roteiro procura fornecer, de forma muito sucinta, as primeiras referências escritas sobre o nascimento da instituição, incorporação, identificação e caraterização sumária dos seus bens culturais. Todavia, esta edição não dispensará a execução de um futuro catálogo, obra indispensável para a divulgação da história e conhecimento exaustivo das suas coleções.

Nesse sentido, não podia deixar de salientar que a criação deste Museu representa, não apenas o ponto de chegada de um longo caminho percorrido em prol da defesa dos valores culturais e patrimoniais do Município, mas também o princípio de uma nova etapa da qual se espera, desta instituição, o cumprimento integral das suas funções museológicas, designadamente as de estudo e investigação das suas coleções, exposição e divulgação dos seus acervos, oferta regular de exposições temporárias, para além da inventariação, documentação, conservação e educação.

Tratando-se de um acontecimento cultural da maior relevância para a história do Município que desejou ver concretizado um velho anseio das populações, a emergência deste jovem Museu impunha-se desde há longa data, não só pela necessidade inequívoca de vir a albergar, conservar e expor os seus bens culturais que, por vicissitudes várias estiveram dispersos e impedidos ao acesso público, como também pela sentida carência de um serviço que tivesse por missão o desenvolvimento de ações culturais e educativas.

Neste contexto, como oferta educativa e de fruição cultural e turística, o Museu Municipal de Carregal do Sal dispõe, para além das suas coleções de etnografia, pintura, arqueologia, escultura e armaria, de vários sítios arqueológicos visitáveis, constituindo recursos patrimoniais capazes de virem a proporcionar uma diversidade de propostas temáticas para responder cabalmente às expetativas de todo o público e, particularmente, da comunidade escolar, para a qual deverá ser sempre direcionada a sua indispensável missão de caráter educativo.

Nesse sentido, e desde a sua entrada em funcionamento, tem havido a preocupação de que esta instituição museológica seja um pólo de dinamização e de afirmação da identidade local, um centro vivo de cultura que aposte a sua inserção na comunidade local e sirva de alavanca ao fomento do turismo cultural, bem como ao desenvolvimento económico e social de todo o Concelho.

Com aquele objetivo, o roteiro procura seguir, o mais fielmente possível, o circuito de visita às exposições permanentes que se distribuem por dois pisos e cinco salas. O público visitante, ao entrar na receção, dispõe à sua esquerda de uma planta do Museu em espaço bem visível, sendo depois, todo o itinerário expositivo orientado por setas direcionais e acompanhado por um guia.

Começando no piso zero, inicia-se a visita à sala de etnografia constituída por cinco núcleos temáticos: vinicultura, agricultura, moagem, destilagem e marcenaria, a que se segue a coleção de armaria. À saída o visitante pode efetuar uma pausa na cafetaria logo ao lado e apreciar a pequena livraria com as publicações do Município e desta instituição.

No piso 1, inicia-se a visita à exposição de arte contemporânea na Sala Luís de Almeida Melo, à qual se segue, no espaço contíguo, a exposição de escultura na Sala Aureliano Lima. Terminada esta visita passa-se à sala de exposições temporárias e, seguidamente, à sala de arqueologia de onde se regressará novamente à receção. O mesmo percurso poderá também ser iniciado pelo piso um e concluído no piso zero.

Finalmente, esperamos que, com o apoio do seu roteiro, a visita lhe seja mais agradável e lhe venha a proporcionar uma melhor compreensão e visibilidade das coleções, pois será sempre bem-vindo ao Museu Municipal de Carregal do Sal.

Para além da visita a esta instituição, poderá ainda visitar o Património Histórico e Cultural, do Município, designadamente:

- Circuito Pré-Histórico Fiais/Azenha;

- Percurso Patrimonial das Cimalhinhas;

- Circuito Arqueológico da Cova da Moira;

- Percurso Patrimonial de Chãs.

- Núcleo Museológico do Lagar de Varas de Parada;

- Complexo Patrimonial de Cabris.

Fontes bibliográficas:

«Roteiro do Museu Municipal de Carregal do Sal», Edição da Câmara Municipal de Carregal do Sal, Carregal do Sal. 2006

«O Museu Municipal Manuel Soares de Albergaria, Carregal do Sal, das Origens à sua formação, colecções, espaços, educação e património do Concelho». Edição da Câmara Municipal de Carregal do Sal, Carregal do Sal. 2007.

Data de Publicação: 12/11/2013

Exposições Permanentes

Exposições Temporárias

AMAR'te no Feminino AMAR'te no Feminino

A exposição “AMAR´te no Feminino” que se encontra no Museu Manuel Soares de Albergaria, a partir de 8 de março, dia em que se...

Circuitos Arqueológicos

Atividades Culturais

CONVITE CONVITE

10.º Aniversário do Museu Municipal Manuel Soares de Albergaria

Visitas Guiadas

Dados Estatísticos